Clique CLAC

Já que o clima é de eleição…

A Capital Latino-Americana da Cultura (CLAC) está realizando uma votação online para escolher o latino-americano de maior influência de toda a história. A eleição, que acaba no dia 15 desse mês e está sendo realizada no endereço http://www.cac-acc.org/vota.php, tem 100 candidatos. Essas iniciativas são  sim meio bobinhas. Mas não consegui resistir e fui lá. Meu voto no Guimarães Rosa é secreto.

De qualquer forma, vale dizer que, entre os 100 nomes citados, há oito autores que limos ou leremos esse semestre (Jorge Luis Borges, Domingo Sarmiento, João Guimarães Rosa, Machado de Assis, Gabriel García Márquez, Alejo Carpentier, José Martí e José Vasconcelos Calderón) e uns 20 que ou mencionamos ou têm links no blog.

Para apenas um semestre, não deixa de ser uma amostra razoável das Letras do continente. Mas achei injusto terem deixado de fora gente bacana como Padre Vieira, Sarduy, Rodó, Arguedas e Euclides da Cunha.

Os nomeados foram:

Argentina (9):
Jorge Luis Borges
Julio Cortázar
José Hernández
Alicia Moreau de Justo
Mercedes Sosa
Adolfo Pérez Esquivel
Astor Piazzolla
Quino
Domingo Faustino Sarmiento

Bolivia (3)
Eduardo Abaroa Hidalgo
Franz Tamayo
Adela Zamudio

Brasil (14)
Jorge Amado
Tarsila do Amaral
Pelé
Cecília Meireles
Paulo Coelho
Carlos Drummond de Andrade
João Gilberto
João Guimarães Rosa
Antonio Carlos Jobim
Machado de Assis
Vinicius de Moraes
Mário de Andrade
Oscar Niemeyer
Graciliano Ramos

Chile (4)
Víctor Jara
Gabriela Mistral
Pablo Neruda
Violeta Parra

Colombia (9)
Gonzalo Arango Arias
Juanes
Fernando Botero
Francisco José de Caldas
Gabriel García Márquez
Shakira
Manuel Elkin Patarroyo
Francisco de Paula Santander
Policarpa Salavarrieta

Costa Rica (2)
José María Figueres Ferrer
Carmen Lyra

Cuba (4)
Alejo Carpentier
Gertrudis Gómez de Avellaneda
Wilfredo Lam
José Martí

Ecuador (4)
Eloy Alfaro
Oswaldo Guayasamín
Jorge Icaza Coronel
Julio Jaramillo

El Salvador (2)
Roque Dalton García
José Napoleón Duarte

Guatemala (4)
Ricardo Arjona
Miguel Ángel Asturias
Rigoberta Menchú
Carlos Mérida

Honduras (2)
José Francisco Morazán Quezada
Froylán Turcios

México (12)
Pancho Villa
Juana Inés de la Cruz
Dolores del Río
Miguel Hidalgo y Costilla
José Alfredo Jiménez Sandoval
Benito Juárez
Frida Kahlo
Mario Moreno
Jorge Negrete
Octavio Paz
Alfonso Reyes
José Vasconcelos Calderón

Nicaragua (2)
Rubén Darío
Augusto César Sandino

Panamá (2)
Ricardo J. Alfaro
Justo Arosemena

Paraguay (2)
Luis Alberto del Paraná
Augusto Roa Bastos

Perú (7)
José Gabriel Condorcanqui
Juan Diego Flórez Salom
Raúl García Zárate
María Isabel Granda Larco
José Carlos Mariátegui La Chira
Manuel
Ricardo Palma Soriano
Mario Vargas Llosa

Puerto Rico (3)
Julia de Burgos
Eugenio María de Hostos y Bonilla
Luis Muñoz Marín

República Dominicana (3)
Juan Pablo Duarte
Juan Luis Guerra Sijes
Pedro Henríquez Ureña

Uruguay (2)
Juan Carlos Onetti
Joaquín Torres García

Venezuela (6)
José Antonio Abreu
Roman Chalbaud
Rómulo Gallegos
Guillermo Meneses
Jesús Soto
Arturo Uslar Pietri

Otros (4)
Simón Bolívar
Andrés Bello
Carlos Gardel
Ernesto Guevara

Anúncios

5 Respostas to “Clique CLAC”

  1. Andrea Says:

    Número inexpressivo de mulheres, não acham?
    Entre as poucas, a Shakira!

  2. Andrei Says:

    Oi Andrea.

    Concordo. E, a bem da verdade, eu não coloquei o nome de uma única mulher em minha lista de pessoas excluídas.

    Outras que poderiam e mereciam entrar aí?

    A mexicana Ángeles Mastretta.

    A uruguaia Cristina Peri Rossi.

    Clarice – que é o nome das Letras brasileiras mais citado hoje em dia.

  3. Pedro Vinícius Says:

    …depois de Paulo Coelho.
    :D

  4. Andrei Says:

    É verdade. Paulo Coelho é muuuuuuito mais lido do que Clarice. Antes, quando você dizia ser brasileiro, o pessoal falava sobre Pelé ou Zico. Hoje, é Paulo Coelho na hora.

    Agora, eu estava pensando em outro público. Clarice é mais citada em meios acadêmicos.

    Ela é muito importante para o feminismo francês – cujas duas principais expoentes, Julia Kristeva e Hélène Cixous – escreveram exaustivamente sobre ela.

    A curiosidade é que Kristeva e Cixous compartilham duas características com Clarice: são imigrantes (a primeira nasceu na Bulgária e a segunda, na Argélia) e têm origem judaica. Ambas são também muito influenciadas pela psicanálise Lacaniana. (Kristeva é psicanalista com certeza. Cixous fala muito em Lacan, mas não sei se tem uma prática clínica).

  5. Lucas Says:

    Saiu o resultado!

    O Neruda foi eleito em 1 lugar, Gabriel Garcia Marquez em 3, já João Guimarães Rosa ficou em 78… De fato, Grande Sertão: Veredas é um “texto difícil”!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: